ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO: POR QUE FAZER?

    12/01/2018

    ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO: POR QUE FAZER?

    Alguma vez, após deixar o seu carro na oficina, você se recusou a fazer o alinhamento e balanceamento do veículo?

    Sua resposta foi positiva? Saiba que você não é o único.

    Evitar o alinhamento e balanceamento é uma prática muito comum entre os proprietários de carros.

    Eles acreditam que estarão economizando com algo que não é tão necessário, mas nem imaginam os problemas que essa opção poderá causar.

    Veja neste artigo porque o alinhamento e balanceamento são tão importantes.

    Alinhamento e balanceamento: qual a diferença?

    Durante a direção você já sentiu o seu carro puxar mais para um lado do que outro?

    Quando as rodas do carro perdem o alinhamento com o volante a tendência é que comece a trafegar por uma direção apenas.

    O carro pode perder  alinhamento após passar por buracos ou o pneu bater contra o meio-fio, por exemplo.

    O alinhamento vai reajustar a angulação das rodas para que todas fiquem paralelas entre si e no mesmo ângulo que o volante.

    O balanceamento pode ser percebido quando o veículo passa a trepidar após atingir uma certa velocidade.

    Isso acontece porque uma roda está carregando mais peso do que a outra ou seja, não estão em equilíbrio.

    Para corrigir esse problema, um peso de chumbo é colocado na roda oposta àquela que está segurando mais peso.

    Porque o alinhamento e o balanceamento são importantes

    Um carro que está desalinhado ou desbalanceado pode causar diversos danos para o veículo e até colocar a segurança dos passageiros em risco.

    No caso da falta de balanceamento, o carro, volante, painel e até assentos sofrerão vibrações quando o carro atingir uma determinada velocidade, além de ser desconfortável, pode deixar a direção instável e provocar acidentes.

    Quando o carro está desalinhado as laterais dos pneus sofrem um desgaste maior e muito mais rápido do que deveriam, fazendo com que a vida útil do automóvel seja menor do que a esperada, ou seja, precisarão ser trocados antes do previsto, além de comprometer no desempenho durante a direção.

    O alinhamento e balanceamento não são manutenções caras e devem ser feitas a cada 10 mil quilômetros rodados ou sempre que alguma alteração for feita nas rodas do veículo, como a troca de pneus, por exemplo.

    Veja a lista de motivos para alinhar e balancear o veículo abaixo:

    Quando fazer o alinhamento e o balanceamento?

    • O alinhamento e balanceamento devem ser feitos sempre que o carro passar pelas revisões periódicas estipuladas pelo fabricante;
    • Caso o carro sofra um forte impacto contra buracos, guias, pedras, objetos, etc, deve passar por um alinhamento e um balanceamento;
    • Na substituição de componentes da suspensão ou da direção, o carro também deve ser alinhado e balanceado;
    • Sempre que você sentir que o carro está direcionando mais para um lado do que o outro ou está difícil mantê-lo reto;
    • Quando os pneus apresentarem com desgaste irregular;
    • Todas as vezes em que um ou todos os pneus forem substituídos.