COMO SABER A HORA DE TROCAR O AMORTECEDOR DO MEU CARRO?

    24/05/2018

    COMO SABER A HORA DE TROCAR O AMORTECEDOR DO MEU CARRO?

    Saber a hora de trocar o amortecedor do carro pode ser difícil, pois não é um diagnóstico evidente e preciso. Devido a essa dificuldade, muitas pessoas passam por problemas nessa hora.

    Para que você não seja enganado e também não sofra as consequências da falta de manutenção nos amortecedores, vamos te explicar alguns conceitos e te ajudar a saber a hora certa de realizar a troca.

    É importante que você entenda como funcionam os amortecedores para que consiga saber qual é o momento de trocar as peças e quais peças devem ser trocadas, então acompanhe o post e entenda de uma vez por todas qual é a hora de trocar o amortecedor do seu carro.

    Como funcionam os amortecedores? 

    Os amortecedores servem não apenas para reduzir o efeito de impactos causados pelas estradas, mas também para impedir movimentos indesejados nas rodas do carro. Antes de eles serem criados, as viagens de carro eram muito desconfortáveis e muito mais perigosas.

    O amortecedor é um pistão cilíndrico envolvido por um fluido hidráulico sob pressão. Esse cilindro é parafusado ao chassi do veículo (encaixe superior) e ao eixo das rodas (encaixe inferior), fazendo o intermédio entre os dois.

    Assim, ele nivela e reduz o efeito de oscilações entre essas duas partes, o que gera o amortecimento dos impactos e estabilização das rodas.

     

    O que causa o desgaste do amortecedor?  

    Quando os amortecedores são novos, eles possuem uma carga de tração e de compressão determinados pela montadora, garantindo o conforto e a segurança dos passageiros. Porém, ao passar do tempo, essa resistência vai diminuindo, até que seja necessária a troca.

    O desgaste dos amortecedores pode ocorrer por diversos fatores. Por exemplo, o excesso de velocidade em estradas esburacadas, lombadas ou estradas de terra, são fatores que causam um rápido desgaste dessas peças.

    O excesso de carga é outro ponto a ser observado. Todo veículo possui uma carga máxima recomendada para o transporte com segurança e conforto. Ao ultrapassar esse limite, os amortecedores são sobrecarregados e podem apresentar problemas.

     

    Como saber a hora de trocar os amortecedores?  

    Para saber quando trocar os amortecedores, é necessária uma inspeção visual ou a observação do comportamento do carro.

    Um carro que trepida muito em oscilações da pista ou cuja traseira balança muito, pode indicar a hora de trocar os amortecedores. O mesmo vale para quando a traseira parece pesar muito nas curvas.

    Ruídos na suspensão também são suspeitos, principalmente se você escutar um barulho seco, indicando que houve algum problema grave. Se isso acontecer, encoste imediatamente e chame o guincho, pois é perigoso continuar sem o auxílio da suspensão.

    Um amortecedor pode durar até 150 mil km, mas também há os que não passam dos 50 mil km, dependendo do terreno por onde se roda e do estilo de direção do motorista. Quanto mais agressiva for a direção, maior será o desgaste aos amortecedores.

     

    E quando o problema é com a mola?  

    É muito difícil ocorrer problemas com as molas, sendo que a sua troca só é necessária em casos de danos.

    A perda de altitude do carro pode indicar problemas com as molas. Também deve ser observada a pintura das molas. Se ela estiver danificada, pode enferrujar e ter sua durabilidade comprometida. Porém, este é um componente que só é trocado mesmo em caso de danos.

     

    Kit batente  

    Existe um kit que é mais completo e pode ser mais vantajoso na hora de trocar o amortecedor do seu carro, chamado kit batente. Além do amortecedor, ele inclui buchas, parafusos, coxins e batentes.

    A troca do amortecedor não significa que também é necessária a troca dos outros componentes. Porém, especialistas recomendam que quando chega a hora de trocar o amortecedor, seja realizada a troca do conjunto completo.

    Isso porque os componentes velhos podem prejudicar a vida útil do amortecedor novo, e já que você está trocando um, vale a pena investir no kit batente para trocar logo todas as peças do conjunto e garantir melhores resultados.

    Apenas desconfie se o orçamento incluir molas e bandejas de suspensão. Neste caso, consulte um especialista primeiro.

    Você já leu nosso artigo sobre a importância da manutenção preventiva? Ele vai te ajudar a entender que o ditado popular, “é melhor prevenir do que remediar”, faz todo o sentido.