QUAIS SÃO OS TIPOS DE DISCOS DE FREIO?

    21/06/2017

    QUAIS SÃO OS TIPOS DE DISCOS DE FREIO?

    Quais são os tipos de discos de freio?

     Os discos de freio geralmente são feitos de ferro fundido, pois são submetidos a trabalhar em alta temperatura e isso compromete a eficiência do freio a disco. Existem diversos tipos de disco, sendo o disco sólido, o ventilado, o perfurado e o ranhurado e cada um deles deve ser usado em ambientes distintos.

    Vamos conhecer cada um deles:

    Os discos sólidos, conhecidos como convencionais, são mais usados na parte traseira do veículo, já que as rodas dianteiras não necessitam de muita força do freio. Geralmente eles são de aço maciço e não possuem nenhum tipo de perfuração e isso acaba sendo um ponto negativo, pois ele superaquece com mais facilidade, o que pode ocasionar a falha do freio. Por isso, ele é mais usado nos veículos 1.0. A vantagem desse disco é o baixo custo.

    Já o disco ventilado é composto por dois discos com espaçamento entre eles. Esse espaço é a câmara de ventilação e é por onde passa o ar que retira parte do calor entre o disco e a pastilha, proporcionando eficiência nas grandes freadas. Por isso, seu custo é um pouco mais elevado.

    Os discos perfurados foram desenvolvidos para eliminar ainda mais calor e o vapor causado pelo atrito entre o disco e a pastilha, pois isso impedia na completa aderência entre eles, interferindo na frenagem. Esse disco possui furos que ajudam a evacuar o vapor, mantendo um maior contato com a pastilha. Porém, com a perfuração do disco, a superfície de atrito é reduzida e compromete a sua resistência. Em ocasiões em que o disco sofre grande variação de temperatura, os furos acabam resfriando mais rápido que o próprio disco e isso acaba ocasionando rachaduras entre os furos e a possível quebra do disco.

    Por último, temos os discos ranhurados, que são considerados os melhores do mercado, pois como os perfurados, foram desenvolvidos para resolver o problema de dissipação de calor e vapor entre ele e a pastilha. Porém, sua estrutura já é mais elaborada onde tem mais espaço de aderência, além disso, possuem quinas abrasivas que melhoram sua performance, que eliminam o calor e, ao mesmo tempo, limpam os resíduos das pastilhas. O único ponto negativo é que causam maior desgaste nas pastilhas.

    Quando devo trocar os discos de freio?

    Os discos apresentam vários sintomas quando já perderam sua eficiência, como, por exemplo, a vibração na hora de frear, devido ao empenamento ou ondulações no disco. Por isso, é importante verificar a espessura mínima que pode ser observada na parte interna ou nas bordas do disco. Caso o disco continue rodando com essas imperfeições ele pode trincar.

    Caso precise comprar alguma peça para o seu veículo, aproveite nossas ofertas e visite uma de nossas lojas!