QUANDO TROCAR A BATERIA DO CARRO?

    24/05/2018

    QUANDO TROCAR A BATERIA DO CARRO?

    Quando trocar a bateria do carro? Como saber se é necessário mais que uma carga?  

    A bateria do carro é o que dá o poder elétrico a todos os seus componentes. Uma das grandes dúvidas que a cercam é: quando trocar a bateria do carro e não apenas dar uma “carguinha”?

    Existe uma diferença entre os sinais de que a bateria do seu carro está sem carga e de que ela já está fraca por vencimento da vida útil. É importante que você entenda alguns conceitos referente à bateria para saber quando é a hora certa de trocar o componente.

    Hoje, vamos te ensinar tudo o que você precisa saber para identificar quando trocar a bateria do seu carro. Acompanhe o post!

     

    Como a bateria do carro funciona? 

    A bateria do carro é um acumulador recarregável de energia química. Essa energia é transformada em energia elétrica quando necessário. Ela é utilizada para dar a partida elétrica no carro, para manter luzes e faróis acesos, bem como dispositivos que necessitam de energia elétrica para funcionar (ar-condicionado, rádio, etc.).

    O que faz a bateria ser recarregada é uma peça chamada de alternador, que manda energia continuamente entre os polos da bateria, gerando o acúmulo. Esse processo acontece quando o carro está em funcionamento, ou seja, ligado. Com o passar do tempo, essa função começa a se tornar menos eficiente.

    Uma bateria de um carro sem muitos equipamentos elétricos, tem a duração média de 2 anos de vida útil. Esse tempo pode ser maior ou menor, dependendo de caso para caso.

    No geral, é sempre bom levar o carro para ser verificado por um eletricista automotivo de 3 em 3 meses, para garantir que você não vai ficar no meio da estrada desamparado pela bateria do seu carro.

    Quais são os sinais de que é hora de trocar a bateria do carro?  

    Quando a bateria sofre muito desgaste, surgem alguns sinais que indicam que é hora de trocar o componente por um novo. A dificuldade em dar a partida é um desses sinais.

    Porém, essa dificuldade é aquela que acontece todos os dias, quando o carro está frio, e que indica desgaste. Se o seu carro não quiser pegar um dia, mas nos dias seguintes tudo funcionar bem, não é necessário realizar a troca tão cedo.

    Outro sinal de que a vida útil da bateria está se extinguindo é a potência dos faróis. Se eles estiverem cada vez mais fracos e apagados, isso é um indício de que é hora de trocar a bateria do carro.

    Há também uma luz que acende no painel quando a bateria já não está em seus melhores momentos. Ao observar essa luz, leve o carro a um mecânico para verificar as suas condições. Pode ser que esteja chegando a hora de trocar a bateria do carro.

    Caso todos esses problemas sejam negligenciados ao longo do tempo, pode acontecer a total descarga da bateria. Nesses casos, a troca é necessária o quanto antes, ou você nunca mais terá autonomia em seu carro.

    Se a bateria morrer de vez, não tente dar o famoso “tranco”. Isso traz muitos problemas a todo o carro e pode ser mais prejudicial. Ao invés disso, opte pela famosa “chupeta”, utilizando outro carro. Tenha o cuidado de ligar os polos corretamente (positivo com positivo e negativo com negativo).

    Porém, lembre-se de que este é um procedimento de emergência e que não substitui a troca da bateria por uma nova. Leve seu carro ao especialista o quanto antes para fazer a troca.

    Aliás, aproveitamos aqui para dizer que não é recomendado realizar essa troca em casa. Apesar de muitos considerarem como fácil o procedimento, somente um especialista poderá fazer a troca com segurança e eficiência, com o uso das ferramentas e dos procedimentos corretos.

     

    Quais cuidados tomar para preservar a vida útil da bateria? 

    Seguindo algumas dicas, é possível estender a vida útil da bateria para evitar trocas num intervalo de tempo muito curto. Veja a seguir.

    1 – Use somente componentes originais. As peças paralelas e de origem duvidosa são grandes causadores de descarga da bateria. Alguns alarmes e sensores, por exemplo, podem descarregar a bateria em apenas um dia de stand by.

    2 – Verifique sempre a capacidade da bateria e do alternador antes de instalar um novo componente. Às vezes, menos é mais, e você pode sair no prejuízo se a bateria do seu carro não suportar o novo dispositivo elétrico.

    3 – Som potente utiliza mais energia elétrica e nunca deve ser utilizado com o carro desligado. A bateria descarrega muito rapidamente nessas condições e, após curtir o som com seus amigos, você pode ter que chamar o guincho.

    4 – Não dê a partida no carro com os faróis acesos. Pode parecer besteira, mas isso força a bateria e contribui para a descarga mais rápida. Você pode observar que isso está prejudicando o seu carro quando, ao dar a partida com os faróis acesos, percebe uma ligeira diminuição na iluminação durante a partida.

    5 – Carro parado também consome energia. Se você vai deixar seu carro sem uso durante um longo período, ou até mesmo durante 3 ou mais dias, a recomendação é desligar os terminais que conectam a bateria. Assim, você preserva a vida útil e impede que ela descarregue enquanto alimenta as funções de stand by do carro. É melhor isso do que ter que trocar a bateria quando você voltar a utilizar o veículo.

    6 – Os sinais de desgaste podem se agravar com baixas temperaturas, então, certifique-se de tomar mais cuidados quando estiver frio, a fim de evitar problemas. Sabemos que nem todo mundo vai seguir estas dicas, mas faça um esforço quando a temperatura cair. Valerá a pena.

    7 – Quando a vida útil estiver acabando, não hesite, é hora de trocar a bateria do carro. Quanto mais você adiar este procedimento, pior será e mais problemas vai enfrentar com seu veículo.

    Lembre-se de que você é o único que pode zelar pela vida útil de todos os componentes do seu carro. Certifique-se de seguir as recomendações e sempre realizar as manutenções necessárias o quanto antes.

    Negligenciando a troca da bateria, assim como de outros componentes importantes, você corre o risco de ficar no meio do caminho, e só vai acreditar que acontece quando acontecer com você.

    Você já leu nosso artigo sobre a importância da manutenção preventiva? Ele vai te ajudar a entender que o ditado popular, “é melhor prevenir do que remediar”, faz todo o sentido.

    Receba ofertas de amortecedores exclusivas por email. Cadastre-se AQUI