Afinal, qual a melhor opção? Direção hidráulica ou direção elétrica?

    16/02/2022

    Afinal, qual a melhor opção? Direção hidráulica ou direção elétrica?

    É claro que você já se perguntou qual é a melhor opção e é por isso que hoje ajudaremos você a escolher aquela que melhor se enquadra a sua realidade. Para começar, é importante que você saiba que a principal diferença entre a direção hidráulica e a direção elétrica é o mecanismo que elas usam para deixar a direção mais leve. 

    A direção hidráulica é um tipo de bomba que, ao ser impulsionada pelo motor, faz com que o óleo circule na caixa de direção, deixando-a mais leve, por conta da lubrificação. Usando óleo, mangueiras, polias e correias, este tipo oferece maior controle e comunicação do condutor com o veículo. 

    O sistema hidráulico requer mais manutenções, pois é mais pesado. Além disso, exige mais energia do motor, o que reduz a potência dele. Quanto ao uso do combustível, este modelo de direção é menos econômico que o modelo elétrico, que conheceremos agora. 

    A direção elétrica é uma espécie de motor elétrico que fica em uma caixa de direção que auxilia na virada do volante, deixando-o mais leve. Além de não necessitar de acessórios mecânicos, a direção elétrica não faz uso de óleo e é mais eficiente, já que gerencia melhor a energia do carro e exige menos do motor, além de precisar de menos manutenções.

    O sistema elétrico é mais leve e, por isso, reduz a sensibilidade ao volante, podendo causar um efeito “artificial” ao dirigir. Contudo, por não utilizar a força do motor, apresenta uma economia de combustível 5% maior. 

    Para finalizar, duas curiosidades: a direção hidráulica foi utilizada pela primeira vez em 1951, no Chrysler Imperial, enquanto a direção elétrica foi utilizada pela primeira vez no Suzuki Cervo, em 1988. E aí, qual a sua preferida?